Páginas

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

INCONFIDENTES - CERVEJARIAS CONJURADAS


Alguns cervejeiros de Minas Gerais resolveram juntar as forças e criaram a mais nova micro-cervejaria brasileira, a Inconfidentes – Cervejarias Conjuradas, que é o resultado da união das cervejarias caseiras Jambreiro, Vinil e Grimor, com um total de 7 membros fundadores.

A Inconfidentes continuará produzindo as cervejas que já eram feitas pelas cervejarias, mas agora respaldadas legalmente e com uma produção maior, atingindo todo o Brasil, já que antes só a nível local era possível experimentar suas cervejas. Segundo os cervejeiros, essas e outras novidades seriam impossíveis se não acontecesse a união, pois essa sociedade facilitou criarem uma estrutura grande de produção, terem o amparo legal para registrar suas crias e uma maior facilidade ao investimento econômico, a fim de viabilizar todo o processo.

A meu ver ela sai na frente de qualquer nova micro-cervejaria que queira se instalar, pois já possuem um arsenal de respeito, com cervejas conhecidíssimas no meio cervejeiro, de rica qualidade e muito apreciadas. E se antes todo apaixonado por essas cervejas de panela tinham que esperar a brassagem de um novo lote para bebê-las, agora elas estarão sempre disponíveis para serem degustadas a todo o momento.

Como um admirador de cervejas caseiras, em especial as mineiras, não tinha como não prestar minha homenagem e desejo de boas vindas a Inconfidentes de outra forma que não abrindo a única cerveja caseira desse trio de cervejarias que ainda possuo no meu estoque, a Jambreiro Cerevisiae Lundii, que com mais de 1 ano de fabricação, repasso abaixo a análise que dela tirei:

A Jambreiro Cerevisiae Lundii com mais de um ano de guarda trouxe uma apresentação muito bonita na taça, com um líquido de tom marrom escuro e ainda alguns reflexos de cor vermelho escuro, grená contra a luz, além do aspecto turvo, fechado. A espuma bronzeada veio alta e acintosa, com alguma cremosidade e mediana sustentação que deixou uma camadinha de sujeira nas paredes quando caiu. O aroma trouxe um dulçor intenso de doce de leite (usado na receita), um pouco de mel de laranjeira, notas acarvalhadas que deram uma sensação de envelhecimento, além de notas defumadas com nuances esfumaçadas e presença de tabaco, que ao contrário de sobrepujar conseguiram ficar muito equilibradas frente aos citados dulçores e ainda com as frutas escuras (com muito cheiro de ameixa), além do desprendimento herbal e mentolado que ela liberou junto com a volatização alcoólica. O fim ficou aquele cheirinho de leveduras e de maçãs e conforme ela ia esquentando um final cítrico de laranjas também ficou no ar. O sabor trouxe uma carga defumada e picante/mentolada inicial, inclusive persistindo nesse ponto, mas deixando surgir demais sensações. Junto a defumação de carne e o esfumaçado vieram tons amadeirados e de tabaco, porém não agressivos nem pesados. A carga herbal de menta veio com notas refrescantes e picantes, acintosas, mas de certa forma bem emparelhadas com os dulçores que surgiram em seguida. Estes foram o doce de leite (não tão rigoroso como no aroma), caramelo, toffee e açúcar queimado, além das frutas escuras como ameixa e laranja que deu o cítrico ao conjunto. O álcool pinicou um pouco e deu algum amargor num todo, mas não agrediu e se mostrou otimamente inserido. O doce de leite, vale salientar, pareceu que deslizava na boca. Leve acidez. O corpo dela foi aveludado e com uma boa maciez. A carbonatação é mediana e deu um pouco de toques crocantes ao conjunto. O final dela foi longo, com os dulçores e o defumados persistindo no residual. O retrogosto foi herbal, um pouco picante e esfumaçado.
Jambreiro Cerevisiae Lundii - Other Smoked Beer - 10% ABV
Portanto todo o sucesso do mundo para a mais nova micro-cervejaria brasileira, que já nasceu cheia de fãs e admiradores por todo o Brasil. Vida longa, Inconfidentes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário