Páginas

quarta-feira, 29 de maio de 2013

BARES ANIVERSARIANTES: ELES COMEMORAM, NÓS AGRADECEMOS




A Melograno Forneria e Empório de Cervejas, localizada na Vila Madalena, possui de especial seus pratos e 15 opções de sanduíches preparados no fogão a lenha dos fundos da casa. Sua carta tem mais de 150 variedades de rótulos e das suas cinco torneiras saem alguns chopes nacionais, o irlandês Guinness e alguma exclusividade. Foi um dos primeiros estabelecimentos que recebeu uma cerveja elaborada especialmente para sua comemoração de aniversário. A cargo da Cervejaria Bamberg, de Votorantim/SP, a cerveja escolhida para homenagear um ano de funcionamento da casa - e também as entradas de ano novo - foi a Uno, uma Belgian Blond Ale criada no fim de 2009 que levava extrato de romã na receita. A fruta é o símbolo da casa - “melograno” significa romã em italiano - inclusive possuem um pé preservado no jardim dos fundos. Daí em diante todo ano foi lançada uma cerveja em homenagem ao seu aniversário e às festividades de ano-novo. As próximas criadas foram a Due, Dubbel que também levava adição de romã, a M3, India Pale Ale que não recebeu adição de romã e nem teve influencia na escola belga, mas na verdade uma autêntica IPA inglesa. Ambas também foram produzidas pela Bamberg.

Bamberg Uno - Belgian Blond Ale - 5,5% ABV; Bamberg Due - Belgian Dubbel -  6,5% ABV; Bamberg M3 - English IPA -  6% ABV


Em 2013 a quarta cerveja feita para homenagear o aniversário da forneria veio de outra cervejaria, da Colorado, de Ribeirão Preto/SP. Esta pegou a sua Ithaca pronta, uma Russian Imperial Stout que recebe edição de rapadura queimada, e a engarrafou após sofrer outra maturação em barris de uísque. Daí nasceu a Quattro, que possui a mesma receita da Ithaca que não possuía maturação em barril. A Due e a Quattro foram as únicas que tive oportunidade de provar. Embora não tenha anotado a avaliação da Due, lembro que era bem doce e frutada, fiel ao estilo, com discreto romã aparecendo de forma mais sugestionada. A Quattro teve um resultado melhor que a saudosista Ithaca, graças a maturação no barril que controlou seu alto dulçor. 

Cor preta e fechada. Lágrimas caíram. Espuma de formação sofrível, um dedo de camada, pouco cremosa, marrom, baixa estabilidade. Finalizou com fina película inerte. Aparência de cappuccino. Aroma de intenso café espresso e torrado. Chocolate amargo puro cacau, belga. Ésteres (uvas passas e ameixas secas) mais o chocolate viraram uma barra de chocolate. Maltes: toffee e biscoito doce waffer. Madeira resultou em baunilha (pouco) e coco queimado (mais). Esquentou e mais ésteres chegaram: frutas vermelhas mais o lácteo virou iogurte. Álcool bem inserido, mas desabrochou leve acetona, encoberta nas sensações. Paladar defumado/salgado: carne de porco e molho inglês. Esfumaçado de cinzas logo ceifado pelo caramelo queimado, toffee, biscoito waffer e rapadura, persistentes. Chocolate puro cacau, amargo, delicioso (belga?). Defumado voltou esfumaçado e salgado. Amargor torrado cresceu e picante do álcool bem inserido com menta, ervas e temperos.  Pegada belga de ésteres frutados (ameixas secas e uvas passas). A maturação do barril de uísque resultou na defumação. Álcool nada agressivo, textura refinada, benquista. Na boca foi um corpo cheio, grosso, aveludado e quase licoroso. Carbonatação média com borbulhas fugazes, repentinas. Final médio logo e muito doce. Retrogosto torrado impregnou. Harmonização com pratos salgados: embutidos ou feijoada. Sobremesa: chocolate belga.

Quattro - Russian Imperial Stout - 10,5% ABV


O Bar FrangÓ, localizado no bairro paulista da Freguesia do Ó, é um boteco de alma própria. Um dos mais tradicionais e antigos de São Paulo. Já foi frequentado por celebridades e grandes nomes da política brasileira. Com extensas premiações no currículo, só para citar o ano de 2012, ele foi eleito como a melhor carta, bar e serviço de cervejas em São Paulo pelas maiores publicações do país. Um boteco clássico, mas que possui quase 500 rótulos de cervejas e variedade de chopes jorrando de suas torneiras. Sua especialidade é a tradicional coxinha de frango com Catupiry. Servida em porções é o petisco mais encomendado do bar - eles também o vendem pronto pra quem quiser fritar em casa - e um dos mais famosos do Brasil. A cerveja criada para homenagear o bar harmoniza perfeitamente com seu famoso quitute.



A Cervejaria Colorado foi a responsável por criar no ano passado, em comemoração aos 25 anos da casa, a FrangÓ 25 Anos. Uma cerveja do estilo American Pale Ale criada especialmente para o bar e que não terá mais lotes produzidos pela cervejaria. Talvez algumas poucas unidades ainda possam ser encontradas na casa, mas o lúpulo fresco que essa cerveja evocava era seu diferencial e por isso mais jovem estava deliciosa. Posso atestar que foi a melhor American Pale Ale nacional que já provei:

Cor brilhante, âmbar, translúcida e com pequenas bolhas subindo. Espuma branca, leve bronzeado, formação média, aerada e alta estabilidade. Espiral de sujeiras ao redor da parede. Aroma trouxe boa lupulagem intensa, já evocada tão logo aberta a garrafa e nem despejada ainda no copo. Frescor de frutado cítrico: laranja, maracujá e grapefruit. Forte e picante resina de “pine” – na verdade em primeiro plano. Boa base maltada com tostado, panificação, pouco caramelo, tudo ao fundo.  Gosto agridoce. Doces de pão de mel e leve caramelo. Amargor seguinte, intenso, dominante, persistente até a golada final. Muita resina, herbáceo com gosto de capim, temperos, picante. Frutas cítricas menos intensas que no aroma. Atrás veio o leve tostado. Corpo médio de alta drinkability. Carbonatação forte, crocante que pinicou a língua. Fim muito seco e amargo. Retrogosto herbáceo e resinoso. Excelente homenagem ao tradicional bar paulistano. Acertaram a mão nessa que não deve em nada às americanas originais.

Colorado FrangÓ 25 Anos - American Pale Ale -  4,5% ABV


O Empório Alto dos Pinheiros é um bar que foi mudando conforme o tempo. Antes funcionando como uma rotisserie e mercearia, estas foram cedendo seu lugar à exclusividade das cervejas especiais. Hoje conta com uma carta com quase 600 rótulos de cervejas, 28 torneiras com alta rotatividade de chopes nacionais e importados e muitos preços a custo de loja/empório. O EAP, como é apelidado, é um dos bares cervejeiros mais prestigiados de São Paulo onde a maioria das novidades cervejeiras lançadas fazem lá o seu trampolim. Alguns rótulos e itens cervejeiros só são encontrados lá, quase exclusivos.



Seus cinco anos de vida foram comemorados esse ano no dia 12 de fevereiro. A responsável por elaborar sua cerveja-homenagem foi a mineira Wäls. A edição limitada desenvolvida exclusivamente para o EAP foi do estilo Amber Lager. Esta recebeu triplo dry hopping de lúpulo americano Zeus e possui bom amargor no conjunto (30,5 IBU). Assim como ocorreu com as demais cervejas dos outros bares homenageados, esta também é de venda exclusiva da loja.

Cor âmbar, brilhante e cristalina. Espuma branca de criação forçada, baixa. Início cremoso, sequência aerada. Boa retenção. Fixou um dedo de espessura e sujou os lados. Aroma iniciou com lupulagem floral, perfumada e fresca. Cítrico extraiu frutas tropicais: tangerina e casca de manga. Esquentou e trouxe calda de abacaxi. Malte apareceu quase limpo e sobressaiu pão/biscoito. Leve caramelado e tostado. Paladar frutado: manga; e cítrico: casca de laranja e limão. Floral delicado. Amargor médio e agradável. Persistente resinoso de “pine” cresceu quando esquentou e trouxe gengibre. Sensação verde pouco herbal. Maltes moderados com  panificação, palha e cereais. Leve caramelado, sugestionado toffee e pouco tostado. Corpo médio a baixo, quase leve. Carbonatação média. Final seco e pouco doce. Retrogosto amargo e bem resinoso. Boa Amber Lager, refrescante e saborosa. Lupulagem fresca tornou agradável a degustação.

Wäls EAP Aniversário 5 Anos - Amber Lager -  5% ABV


Todos os bares homenageadas foram paulistanos. Já a última contemplada é uma mineira e esta também será produzida pela Wäls. Também pudera, pois será o próprio bar da família dos irmãos proprietários da cervejaria. O Stadt Jever, pub tradicional de BH especializado em culinária alemã já completou suas 30 primaveras de vida e sua cerveja também já está pronta. Servida no último final de semana a prévia da cerveja pôde ser conferida on tap no bar e segundo seus criadores podemos esperar uma cerveja "preparada com método inovador *Wäls Hopping e com adição do novo lúpulo da Bavária chamado Mandarina! A cerveja do estilo Special Lager tem notas aromáticas de um cítrico muito envolvente, além de toques de pêssego e manga. O Sabor é carregado de carácteristicas maltadas e com frescor da flor de lúpulo em evidência! A produção desta cerveja é a realização de um sonho ! Neste ano o Stadt Jever completou 30 anos e este é o grande presente que preparamos para vocês aproveitarem!".

Wäls Stadt Jever - Special Lager/Amber Lager (?) - 5% ABV
Foto: Wäls - Cervejas Especiais


Curiosamente é o mesmo estilo estampado no rótulo da cerveja do EAP (Special Lager) e com a mesma lupulagem "jeito Wäls de ser", apesar de outra variedade de lúpulo. Resta aguardar o lançamento da garrafa para comparar as semelhanças.

Ter um bar especializado em cervejas agraciado com um rótulo que o represente, principalmente quando produzido especialmente por uma famosa cervejaria artesanal, deve ser muito gratificante. Mas o presente maior é ter sua cerveja bebida pelo consumidor final. Provando o líquido que representa seu bar preferido o freguês está idolatrando sua "segunda casa" e também recebendo o agradecimento pela frequência assídua, já que sem ele não existiria bar, não existiria cerveja. Já provar essa cerveja em casa funciona como uma forma de estender as dependências do bar para o seu aconchego, além de ser uma bela desculpa para prolongar a derradeira saideira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário