Páginas

quinta-feira, 26 de junho de 2014

SANTIAGO AMIGO – Parte 1



Passei uma semana na cidade de Santiago. Mal retornei pra casa e já saudosista estou de suas belezas naturais, boa gastronomia e cultural rica. A capital chilena é hospitaleira, o povo é gentil e a mesma é convidativa no quesito preço. E a cerveja? A intenção da postagem é justamente falar dela, do que lá bebi e conheci.

Na chegada à capital e após acomodação no apart hotel localizado no bairro Providencia, fui conhecer um pouco a região. Ao fim da noite suas ruas são mais desertas – Santiago não tem uma movimentada vida noturna, como a boêmia Buenos Aires, por exemplo. Mas têm opções de bares e restaurantes abertos até um pouco mais tarde.

A primeira cerveja consumida na viagem foi no Rey Toro Restobar. O bar lembra um pub simples, com vertentes do rock tocando e petiscos servidos em porções generosas.  É uma boa opção para ir com grupo e que também possui uma filial no bairro de Ñuñoa. A maioria das cervejas servidas são as marcas populares, algumas estrangeiras e artesanais. E serviam alguns rótulos da Kross.

A Cervecería Kross é uma das maiores artesanais chilenas e a mais premiada internacionalmente. Três anos atrás eles fizeram sociedade com a maior vinícola do país, a Concha y Toro. Em 2013 comemorou dez anos de vida e fechou o ano com uma produção de dois milhões de litros. Os planos da marca são de continuar crescendo, melhorar a cobertura em algumas regiões e exportar seus produtos para o mercado internacional. Suas cervejas são fáceis de serem encontradas em bares e supermercados da região.

A Golden faz parte do portfólio de linha da Kross e é a cerveja mais vendida deles. Do estilo english pale ale ela apresenta cor dourada, aroma frutado, terroso e caramelado. O sabor segue o aroma, apresenta um amargor médio e satisfatório, terminando seca e limpa.

Kross Golden - english pale ale - 5,3% ABV


Quando fizeram cinco anos de vida a cervejaria lançou uma edição comemorativa. A Kross 5 foi a primeira cerveja chilena que recebeu maturação em madeira, no caso, chips da variedade tostada americana. Com oito tipos de malte e cinco variedades de lúpulo, ela foi lançada para ser uma edição limitada. Mas agradou tanto o público que entrou na linha de cervejas especiais e agora é lançada sazonalmente todos os anos. Ela possui tom caramelado e espuma estável. Aroma e sabor amadeirado (coco, baunilha). Notas de malte, caramelo, amargor médio a alto e corpo médio. O final é seco e alcoólico. Uma cerveja forte que traz semelhanças com um Bourbon.

Kross 5 - wood and barrel aged - 7,2% ABV



Esse foi o relato do primeiro dia de viagem. Nas próximas postagens continuarei falando das cervejas chilenas que experimentei em Santiago e de demais atrações que a cidade me apresentou. Até lá!

3 comentários:

  1. ADOREI o post e aguardo ansiosamente os seguintes!! Estou a caminho de Santiago e pretendo beber/trazer coisas novas!!!

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou e em breve mais postagens sairão. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Esse 5 é muito boa mesmo. saudades dela!

    ResponderExcluir