Páginas

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

ACERVA CARIOCA – Ceia 2014-2015

No último sábado foi realizada a tradicional ceia da ACervA Carioca (Associação dos Cervejeiros Artesanais Cariocas) – festa que ocorre sempre no final do ano, mas que dessa vez foi adiada para o começo de 2015. O encontro foi regado a muita cerveja artesanal, comida de boteco, boa música e ainda serviu para anunciarem sobre os concursos de cerveja que serão realizados esse ano.

foto: Monique Marins


A festa foi celebrada na Casa da Glória, um espaço amplo e aconchegante, com piscina, área fechada e aberta, e boa localização. O evento durou um dia inteiro e até choveu, mas a chuva mais refrescou que atrapalhou.  A banda Farinha de Rosca embalou a tarde com o seu folk/rock e músicas do Clube da Esquina. O Dj André Zahle Nader, com o melhor da música brasileira e jamaicana, foi o responsável por comandar o som.

A diretoria da associação aproveitou o ensejo e anunciou as categorias participantes do Concurso Estadual desse ano. Os estilos escolhidos, além do tradicional Estilo Livre, foram: Doppelbock, Saison, Vienna Lager e – para deleite dos presentes e com muitos já se candidatando para fazer parte do júri – Lambic. A Regional de Petrópolis também anunciou os estilos escolhidos para seu concurso interno, Munich Helles e American Brown Ale.

E sobre as cervejas presentes na festa, abaixo listo algumas que se destacaram dentre as várias que bebi. Parabéns aos produtores, que novamente atestaram que o Rio é bem servido em matéria de cervejas artesanais, parabéns aos diretores envolvidos na organização da ceia e parabéns à Luciane Tavares, por mais um mandato presidindo a associação. ACervAaaaaaaaaa!

Hocus Pocus APA Cadabra, do Vinicius Kfuri e Pedro Henrique Butelli. American Pale Ale com os lúpulos Amarillo, Centennial e Citra. Aroma muito fresco, amargor assertivo, bom corpo, aftertaste seco e amargo, mas sem persistir.

Quatro Graus Beet Wit, do Marlos Monçores e Luiz Bento. A beterraba é marcante, porém não é enjoativa, com o hortelã e o cítrico contrabalanceando e deixando uma sensação bem refrescante.

Flanders Red Ale ainda em fase de processamento do Rafael Bertges (na foto) e Caio Delgaudio, cervejeiros da Cervejaria Artesanal Oceânica. Cerveja de personalidade, que já demonstra as características que o estilo pede. Após ser finalizada, certamente será um dos melhores lançamentos do ano.

Feijoada no Barril, do Rafael Oliveira e Daniele Felippe. O nome não é à toa. Essa Smoked Porter parece realmente uma feijoada. Alto defumado e torrado, bem intensos, “um prato cheio” para quem gosta de cervejas com pegada de fumaça.

Pumpkin Ale do Bruno Viola foi consagrada no ano passado como a melhor cerveja do Estilo Livre do IX Concurso Estadual. Delicioso doce de abóbora com coco queimado que serve perfeitamente para substituir uma sobremesa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário