Páginas

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

WAY SESSION AMBRÉE — Últimos dias na rede ICI Brasserie

No começo de dezembro a Way Beer (Paraná) lançou sua nova cerveja com exclusividade por um mês para toda rede ICI Brasserie. Trata-se da bela Way Session Ambrée, que pôde ser degustada pela primeira vez em evento na unidade ICI dos Jardins, São Paulo capital.

Visitamos a rede no último mês pra degustar a cerveja, já que temos apreço especial por este estilo original, tão pouco explorado no Brasil: Bière de Garde.



Historicamente é um estilo que nasce na França próximo à Bélgica, especificamente nas fazendas. Nessa região a época do ano para produção era curta por diversas razões: fazendeiros não conseguiam produzir cerveja regularmente; os ingredientes não podiam ser bem preservados e necessitavam ser usados mais frescos; temperaturas ideais de produção aconteciam durante um período curto. Essa confluência de fatos fazia com que as cervejas fossem produzidas no começo do inverno e a subseqüente maturação durante a primavera provocava uma cerveja mais estável, que poderia ser consumida na sequência ou guardada por vários meses.

Falando da Bière de Garde (cerveja para guarda) moderna propriamente dita, trata-se de um cerveja de coloração âmbar, com notas de malte tostado e caramelo no aroma, ésteres frutais médios. Alguns exemplares apresentaram brettanomyces, o que traz uma característica mais ácida e animalesca. São usados normalmente lúpulos nobres, porém com aroma baixo. No sabor temos o dulçor e o toffee do malte presente e também podem apresentar sabores frutados. O corpo pode ser baixo até médio. É uma Farmhouse Ale como a Saison, porém mais adocicada e maltada.




No caso da Way Session Ambrée, com o nome já diz, trata-se de uma reinterpretação mais leve do estilo original, com menos corpo e álcool. Na sua composição foi adicionada uva Cabernet Franc (o que aumentou o aroma/sabor frutado) e foi maturada em barris de carvalho francês de tostas médias altas, o que lhe ajudou a adquirir notas de chocolate e madeira. Não apresenta brettanomyces e o aroma de lúpulo é baixo, quase imperceptível.  



O resultado dessa interpretação da Way para um estilo tão clássico e pouco executado é uma cerveja leve, com final seco apesar de seu dulçor, possível de ser apreciada e harmonizada com diversas situações. Escolhemos o Rillettes de Porc – porco confitado por 3 horas e desfiado, acompanhado de torrada e sua manteiga original.



Aproveite que é só até o começo do mês!

---

Postagem e fotos:
BRUNO SIQUEIRA
Sommelier de Cervejas
Mestre em Estilos de Cervejas

Nenhum comentário:

Postar um comentário