Páginas

terça-feira, 31 de março de 2015

JÚPITER PALE ALE AUSTRALIANA – O que já era bom, inovou

A melhor American Pale Ale fabricada no Brasil – na minha opinião – acaba de inovar no lançamento de uma edição especial. A Júpiter Pale Ale Australiana recebeu uma lupulagem diferente dos habituais Citra e Simcoe da receita tradicional. Dessa vez foi a vez dos lúpulos de origem australiana serem usados na produção da cerveja. Galaxy e Vic Secret (anteriormente conhecido como Victoria's Secret) foram os escolhidos e deles podem ser esperadas notas frutadas que lembram melão e melancia. A ideia é lançarem outras edições com lúpulos originários de outros países, como Nova Zelândia, Japão, Alemanha e outras variedades de lúpulos norte-americanos.

foto: Victor Pereira Marinho


Atualmente a Júpiter – uma cervejaria cigana – é fabricada na Cervejaria Blondine, localizada em Itupeva, São Paulo. O mestre-cervejeiro responsável pela produção é o sempre competente Victor Pereira Marinho, atualmente responsável pela fabricação dos rótulos da maioria das cervejarias ciganas de São Paulo.

Vale citar que a Júpiter American Pale Ale original continuará sendo produzida normalmente. Aliás, provei recentemente o lote 19 que foi engarrafado em 05/03 e a cerveja está absurdamente deliciosa, fresquíssima. É uma cerveja que não sofre o processo de pasteurização e precisa ser constantemente refrigerada, portanto ideal para ser consumida o mais fresca possível. Reparei também que estenderam a validade da cerveja para um ano, quando antes eram seis meses. Espero que o vencimento maior não atrapalhe na qualidade da cerveja, mas como ela tem um bom custo-benefício e giro, torço para que não tenham problemas com isso. 

Parabéns a todos os envolvidos que inovaram ao renovar a cerveja. E fica aqui a minha tristeza por morar em Niterói/RJ e não poder prova-la – uma vez que aqui não investem na sua constante refrigeração.

quinta-feira, 26 de março de 2015

TRÓPICA BREWING CO. – A cigana que vai conquistar os trópicos

Ontem foi o lançamento oficial da Trópica Brewing Co., a mais nova cervejaria cigana do Rio de Janeiro. A Trópica carrega o sabor da verdadeira brasilidade e o Rio é o seu aporte. A inspiração vem dos quatro cantos do mundo – assim como a cerveja, uma bebida universal.



A Trópica está sendo produzida na Röter Brauhof, cervejaria localizada em Barra do Piraí, interior do estado do Rio de Janeiro. Por enquanto são dois os rótulos disponíveis no mercado. A Bora Bora possui uma base de maltes de uma American Blonde Ale com a pegada cítrica e condimentada de uma Belgian Witbier. Na receita é adicionada a semente de coentro e a casca de tangerina, que aliada ao lúpulo alemão Mandarina, traz um perfil cítrico bem marcante na cerveja.

Trópica Bora Bora – Blonde Ale – 4,8% ABV
Cor amarela e cristalina. Espuma branca e cremosa. Aroma condimentado e cítrico bem fresco. Sabor similar ao aroma, com um bom amargor no aftertaste. Alta drinkability, fácil de beber e muito refrescante.


Já a Arequipa se inspirou no consumo de mate nas praias cariocas. Daí surgiu uma cerveja do estilo Session IPA, que recebeu adição de erva-mate na receita durante a etapa da fervura. Ela possui 40 IBUs (unidade internacional de amargor) e também recebeu dry hopping do lúpulo americano Zythos.

Trópica Arequipa – Session IPA – 4,8% ABV
Cor alaranjada e limpa. Aroma de lúpulo frutado, cítrico e bem fresco. Sabor de frutas intenso, lembrando frutas tropicais. Amargor assertivo que não persiste no aftertaste, que termina limpo e seco, pedindo mais goles. Corpo baixo e alta drinkability.


O responsável pela elaboração das receitas da Trópica, e um dos sócios da marca, é o Leandro Ajuz. Ele já está pensando no próximo rótulo a ser lançado, mas sem nada ainda de definitivo. A ideia por enquanto é que seja uma Hopweiss, ou seja, uma cerveja com malte de trigo e com uma carga maior de lúpulo. Outra possibilidade para o futuro é que a marca também seja comercializada no mercado exterior.

Abaixo segue a relação dos pontos de venda onde a Trópica pode ser encontrada. Vida longa à cervejaria e que ela conquiste territórios por todos os trópicos do planeta. Saúde!

BARRA DA TIJUCA
.Bistro - Av. Vice Presidente José Alencar, 1405, loja i, Empório Jardim
Beer Taste - Av das Américas 700, bloco 6, sala 148 (Cittá América)
Candy - Av. Armando Lombardi, 600 - Loja N – (Condado dos Cascais)
Empório Santa Therezinha - Av. das Américas 13.280
Lidador (BARRA SHOPPING) - Avenida das Américas, 4666
Nook Bier - Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1 - loja 170

BOTAFOGO
Antiga Mercearia - Rua Voluntários da Pátria, 446 (Cobal Humaitá)
Boteco Colarinho - Rua Nelson Mandela, 100
Lidador (RIO SUL) - Rua Lauro Müller, 116

CATETE
Biergarten - Largo do Machado, 29, sbl 202

COPACABANA
Pub Escondido - Rua Aires Saldanha, 98

IPANEMA
Lidador – Rua Vinicius de Moraes, 120

LEBLON
Brewteco - Rua Dias Ferreira, 420
Delly Gil - Rua Gilberto Cardoso (Cobal Leblon)
Herr Pfeffer - Rua Conde Bernadote, 26

PRAÇA DA BANDEIRA
Botto Bar - Rua Barão de Iguatemi, 205
Hellish Pub - Rua Barão de Iguatemi, 292

SÃO CONRADO
Zona Zen - Estrada da Gávea, 636

VOLTA REDONDA
Bier Prosit - Avenida Lucas Evangelista de Oliveira Franco, 1036 - Aterrado

quarta-feira, 25 de março de 2015

MIWOK – O novo voo da Rock Bird

Afonso Dolabella é designer de formação e cervejeiro caseiro por hobby. Um artista inquieto e criativo, sempre em busca do novo. Membro da ACervA Carioca (Associação de Cervejeiros Artesanais Cariocas), ele acaba de alçar novos voos com sua cervejaria, a Rock Bird Craft Brewery. A sua primeira cerveja comercial foi feito de forma colaborativa com a Röter Brauhof – cervejaria localizada em Barra do Piraí, interior do estado do Rio de Janeiro. Da parceria saiu a cerveja Miwok, uma West Coast Session IPA, com 4,8% de teor alcóolico. Sem maltes caramelos, a receita foca nos lúpulos da costa pacífica norte americana e foi feita especialmente para os amantes do amargor – ela possui 34 IBUs (unidade internacional de amargor).

O lançamento da cerveja será nessa sexta-feira (27/03) e diversos bares do Rio de Janeiro a receberão ao longo da semana. Abaixo segue o flyer com a lista de todos os bares contemplados, com as respectivas datas e endereços.



O Afonso estará presente recebendo todo mundo na sexta, a partir das 18 horas, no Herr Pfeffer – bar do Leblon especializados em culinária alemã e cervejas artesanais. Lá será rompido o primeiro barril da Miwok, ao lado do famoso Joelhão de Porco do bar – peça que pesa entre 5 a 6 kg e que serve facilmente mais de dez pessoas.

Parabéns, Afonso e Röter, pelo lançamento da Miwok, e vida longa à Rock Bird!


quinta-feira, 19 de março de 2015

ST. PATRICK'S WEEKEND – Chope verde na Cervejaria Sankt Gallen e promoção da Rádio Cidade 102,9 FM

Divulgação:

Cervejaria Sankt Gallen celebra St. Patrick's Weekend 
 De 19 a 22 de março, a tradicional festa “verde” irlandesa será comemorada em Teresópolis

Teresópolis vai ganhar muita animação e música para celebrar a festa de São Patrício, padroeiro da Irlanda. Entre os dias 19 e 22 de março, a Cervejaria Sankt Gallen, conhecida por produzir os rótulos premium Therezópolis, vai promover o St. Patrick's Weekend. Em sua primeira edição, o evento vai reunir bandas com música irlandesa, DJ, decoração temática, comidas típicas e os tradicionais chopes verde e stout, produzidos especialmente para a festa. Todos estão convidados a usar seus trajes verdes ou o trevo (símbolo da Irlanda), seguindo as tradições e a expressão irlandesa "the wearing of the green" (vestindo o verde).



A abertura oficial do festival será na sexta-feira, 20/03, às 21h, com repertório exclusivo da Rádio Cidade. Logo depois haverá o show da banda NAVAR&FRIENDS, de música irlandesa para homenagear St. Patrick. Eles prometem reverenciar a música celta e suas tradições, numa viagem ao ritmo contagiante dos jigs, dos reels e das canções típicas que embalam os melhores pubs. Em seguida a pista fica ao comando do DJ Nado Leal, com uma playlist exclusiva.

No dia 19, a Vila St. Gallen abre às 19h com Happy Hour até 21h e show no Rock com Espuma. No sábado (21/03), o horário de funcionamento será de 12h às 00h30, com música celta da banda TAILTEN. No domingo (22/03), a orquestra de gaita irlandesa, Brazilian Piper, encerra as comemorações, das 12h às 19h.

Além da decoração temática em verde, que homenageia a história de São Patrício, e das comidas típicas da Irlanda, a Cervejaria Sankt Gallen vai apresentar versões dos chopes verde e stout, criadas pelos cervejeiros Carlos Hesse e Gabriel Di Martino especialmente para o evento. A base do chope verde é uma Premium Lager, cerveja leve e refrescante. O chope Stout, típico da Irlanda do século XVIII, tem coloração escura e sabor achocolatado. A combinação é produzida com maltes torrados, lúpulo de alta fermentação e água das montanhas de Teresópolis.



No dia 19, a entrada custa R$10 (couvert artístico). Os ingressos para o dia 20 custam R$100,00 o feminino e R$130,00 o masculino e dão direito a uma camiseta (feita em parceria com a Wöllner), chope especial verde e chope Stout, típicos das festas de St. Patrick, liberados a noite toda. Pontos de venda: Souvenir Laden na Vila St. Gallen e nas lojas Wöllner do Barra Shopping, Shopping Leblon, Rio Sul, Centro, Icaraí e Itaipava. Nos dias 21 e 22 o evento é gratuito e aberto ao público.

Promoção Rádio Cidade 102,9 FM
A Rádio Cidade vai te levar para umas das principais festas cervejeiras do mundo: a St. Patrick's Party! O sorteio será de 4 ingressos e os ouvintes escolhidos poderão tirar onda com mais um acompanhante! E as novidades não acabam por aí, os sorteados e seus amigos terão direito a degustar o delicioso chopp especial verde e o chopp stout, além de dois petiscos por ouvinte sorteado. O evento, que conta com a banda de abertura NAVAR&FRIENDS de música irlandesa e com o DJ Nado Leal para comandar a pista, será realizado no dia 20 de março, na Vila St. Gallen, em Teresópolis. Para concorrer é simples, basta responder a pergunta do link abaixo e torcer para estar entre os escolhidos. Você e seus amigos vão adorar, boa sorte!



   
Sobre a Vila St. Gallen 
A Vila St. Gallen é um espaço destinado ao entretenimento e à cultura cervejeira. Um espaço temático, espelho da cidade homônima localizada na Suíça. Além da cervejaria artesanal, comandada pelo cervejeiro Gabriel Di Martino, o espaço conta com três restaurantes, o Bistrô 1912, a Abadia e o Harlekin Pub. Para completar, nas ruas do vilarejo você encontra um pequeno comércio com loja de souvenir, sorveteria e até réplica de uma capela germânica. Na Vila St. Gallen é possível participar do Bier Tour, e nele conhecer a origem e história da cerveja e os ingredientes e o processo de produção, ou fazer um curso prático de cervejeiro artesanal. A Vila St. Gallen conta ainda com uma intensa programação de eventos, que vai de shows de Rock & Blues até jantares harmonizados. Uma experiência surpreendente para os amantes da cerveja. 



St. Patrick's Weekend – Vila St Gallen, Teresópolis

Data: de 19 a 22 de março

Programação:
19/03 (19h): A casa abre normalmente, com show no Rock com Espuma às 20h30 e o chope verde especial de St. Patrick à venda. Na entrada será cobrado o valor de R$10 (couvert artístico).

20/03 (21h): A casa estará aberta exclusivamente para a festa de St. Patrick. A Rádio Cidade abre a festa oficialmente com playlist especial.  Logo após, a banda NAVAR&FRIENDS, de música irlandesa, entra em cena e em seguida a pista fica aos comandos do DJ Nado Leal. Os ingressos para o dia 20 custam R$100,00 o feminino e R$130,00 o masculino e dão direito a uma camiseta (feita em parceria com a Wöllner), chope especial verde e chope Stout, típicos das festas de St. Patrick, liberados a noite toda. Pontos de venda: Souvenir Laden na Vila St. Gallen e nas lojas Wöllner do Barra Shopping, Shopping Leblon, Rio Sul, Centro, Icaraí e Itaipava.

21/03 (12h às 00h30): A casa abre normalmente, a banda de música celta, TAILTEN, vai animar o público. Quem for à Vila St. Gallen com uma peça de roupa verde ganha um chope especial verde. Entrada gratuita.

22/03 (12h às 19h): A casa abre normalmente, a orquestra de gaita irlandesa, Brazilian Piper, vai animar as famílias e a criançada tocando gaita de fole. Com trajes típicos e música animada, a banda vai se concentrar na praça do Harlekin, na Vila Germânica, e invadir a cidade serrana. Quem for à Vila St. Gallen com uma peça de roupa verde ganha um chope especial verde. Entrada gratuita.

Endereço: Rua Augusto do Amaral Peixoto, 166, Alto – Teresópolis. Tel.: (21) 2642-1575. www.vilastgallen.com.br


sexta-feira, 6 de março de 2015

POP-UP DE VERÃO! JEFFREY + CAVERNA – Niña, Burger e Roda de Rock

Divulgação:

Quem tem frequentado os eventos da Jeffrey Store já deve ter percebido que a marca vai muito além de produzir cerveja, ela faz do seu espaço, produto e parcerias uma diversificada fórmula para entreter os amigos e clientes com cultura, sabor e sensações. Seguindo essa identidade tão peculiar, a loja-conceito abre as portas para o Caverna, o bar mais rock da cidade e que se reinventa a cada semana lançando um novo burger.



Para este evento eles prepararam um sabor 'superexclusivo': o Burger Niño – que, elegantemente, acompanhará a cerveja Niña, é claro. “Andando de mãos dadas com a Jeffrey Niña, o Caverna Niño também abusa da refrescância e sabor do limão siciliano”, conta Pedro Paulo Aliperti (Pedrinho), um dos sócios do Caverna. O sanduíche vai levar queijo gouda, aioli de Jeffrey e limão siciliano caramelizado. E, como a democracia também paira no universo gastronômico, eles vão apresentar uma opção Vegana de burger de grão de bico com babaganoush.

Para ditar o ritmo das chapas e acrescentar uma pitada de sabor sonoro, a Pop Up vai receber a Roda de Rock com Beef que vai tocar clássicos do rock, punk, hardcore e metal em versão de roda.

Estamos muito animados em realizar essa parceria. Poder unir projetos, pessoas e sabores que admiramos e curtimos, e propiciar aos cariocas uma programação minuciosamente elaborada pelos sócios da Jeffrey e os nossos parceiros, é muito bacana. Queremos sempre apresentar aos amigos e clientes a chance de entrar no nosso universo e curtir programações únicas.

Serviço:
Endereço: Jeffrey Store – Rua Tubira, 8, Loja C, Leblon
Data: 07 de Março (sábado)
Hora: a partir das 13h às 20h
Entrada: Gratuita


quinta-feira, 5 de março de 2015

MELHORES DE 2014 – Cervejas estrangeiras

E para encerrar as postagens das melhores cervejas que bebi pela primeira vez em 2014, a de hoje é dedicada aos rótulos estrangeiros que não são importados para o Brasil e cervejas que vieram brevemente para cá ano passado, mas sem terem sido importadas oficialmente.

10º lugar
Adelbert’s Brewery
Scratchin’ Hippo
Dentre as “cervejas de fazenda”, as cervejas do estilo Bière de Garde perdem para as Saisons frente à variedade de rótulos disponíveis no Brasil. Da que já bebi, todas francesas, poucas chamaram atenção. Já essa versão à americana traz as notas maltadas que o estilo pede e ainda um pouco de leveduras selvagens, que atraem notas corpóreas, de celeiro e mofo, recordando um pouco a trapista Orval.



9º lugar
Kross
5
Quiçá um dia as cervejas da popular artesanal chilena serão importadas para o Brasil. Possibilidade que pode ser levada em conta graças a sociedade com a vinícola Concha Y Toro. Suas cervejas são fáceis de achar em Santiago, possuem preços competitivos e chamam atenção pelo primor. A 5 era para ser uma edição especial em comemoração aos cinco anos da cervejaria. Mas a combinação de cerveja muito maltada, muito lupulada e o ineditismo da maturação com chips de madeira, atraiu fãs e agora ela faz parte do portfólio da cervejaria.



8º lugar
Jester
Saison
Outra excelente cerveja que provei ano passado em Santiago foi a Saison dessa desconhecida cervejaria. Adquirida no Beervana, a melhor loja para comprar cervejas artesanais em Santiago (para saber mais sobre ela, acesse aqui), a cerveja é uma Saison típica e que ainda traz notas complexas de leveduras selvagens. Foi uma grata surpresa.



7º lugar
Founders
Mango Magnifico
A combinação de manga e pimenta habanero casou muito bem nessa cerveja, uma reinterpretação das Fruit Beers. Com 10% de teor alcoólico e toque picante da pimenta, o resultado poderia ser uma cerveja pesada, mas é tudo menos isso. A manga trouxe o frescor frutado desejado e a sensação final é de uma cerveja refrescante, indicada para os dias de verão. Ela foi lançada em 2013 e faz parte da série Backstage Series, edições limitadas que podem ou não ser produzidas novamente pela cervejaria.



6º lugar
Brauerei im Eiswerk
Bourbon Bock
Ano passado o mestre-cervejeiro da Paulaner, Martin Zuber, visitou o Brasil. Aqui ele ministrou uma palestra no Instituto da Cerveja Brasil (ICB), foi jurado no 1º Campeonato Brasileiro de Sommelier de Cerveja e fez uma cerveja colaborativa com a Cervejaria Nacional. Com ele vieram alguns rótulos da Brauerei im Eiswerk, micro cervejaria da Paulaner, criada com o intuito de produzir cervejas especiais ou pequenos rótulos experimentais. Cervejas caras, limitadas e difíceis de encontrar. Essa Bock envelhecida três/quatro meses em barris de bourbon foi um presente da adega particular dos professores Kátia Zanatta e Alfredo Ferreira, aos alunos da 3ª Turma de Mestre em Estilos do ICB. A cerveja foi compartilhada e devidamente analisada na aula e eu fui um desses privilegiados. Cerveja altamente complexa, inovadora e que respeita fielmente a Reinheitsgebot (lei da pureza alemã).



5º lugar
Le Trou du Diable
Dulcis Succubus
Essa canadense recebeu menção especial na premiação do concurso MBeer Contest, realizado no Mondial de La Bière de 2014, no Rio de Janeiro. Ela veio de forma exclusiva para o festival pela Buena Beer e foi servida no Petit Pub – que também apresentou rótulos da Sierra Nevada, Dogfish Head, Stone, dentre outras exclusividades. A cerveja possui lupulagem de variedades americanas e é envelhecida com brettanomyces em barris de carvalho francês antes usados para acondicionar vinhos botritizados (também conhecidos como "podridão nobre"). Farta em sensações e complexidade. Ah, dizem as boas línguas que restam algumas garrafas dela no Delirium Café Rio.



4º lugar
Cantillon
Fou’ Foune
Engarrafada em 2004. Consumida dez anos depois. Uma cerveja complexa e o maná para os apreciadores de Fruit Lambics. Ela possui notas típicas de brettanomyces e de bactérias láticas, além de muito frutado graças aos damascos Bergerons. Eles são adicionados em Lambics de dois anos e após dois meses as cervejas são engarrafadas. Uma obra de arte. A melhor Cantillon que já provei.



3º lugar
Firestone
Wookey Jack
Tive a felicidade de provar essa cerveja não apenas uma, mas duas vezes ano passado. India Black Ale com centeio, feita por uma das melhores cervejarias do mundo, só poderia resultar numa cerveja ímpar e uma referência para o estilo. Cor preta e espuma persistente, muito lupulada e amarga, intensamente frutada (frutas cítricas e tropicais) e resinosa, além de picante, com final tostado e de chocolate amargo.



2º lugar
New Glarus
Wisconsin Belgian Red
Raspberry Tart
Foi impossível escolher apenas um dos dois rótulos, então cito ambos no 2º lugar. Sabe aquelas cervejas que você fica cheirando além do normal e fica postergando para beber graças ao aromático bouquet? Pois as cervejas com frutas da New Glarus são um deleite ao nariz, trazem tanto as framboesas quanto as cerejas bem intensas e frescas. As frutas não parecem artificiais como em algumas Fruit Beers. Também possuem um equilíbrio com as leves notas de madeira, acidez e mofo. Ótimas opções para quem quer iniciar-se com parcimônia no mundo das cervejas “sour”. Servem também para tirar aquela noção que cervejas de fruta não têm valor ou não são complexas – e as minhas escolhidas ainda têm baixo teor alcoólico.




1º lugar
Cigar City Brewing
Hunahpu’s Imperial Stout
Ano passado bebi excelentes Imperial Stouts – meu estilo preferido – que poderiam facilmente ter entrado nesta lista. A minha escolhida foi uma cerveja que não é envelhecida em madeira – embora ela também seja produzida em edições barrel aged –, mas que carrega no uso de variados adjuntos como, nibs de cacau, fava de baunilha, pimentas chile ancho e pasilla chile, e canela. Para adquirir a Hunahpu’s, só na celebração da sua festa que é realizada todo ano dentro da cervejaria, na Florida. A edição 2015 do Hunahpu’s Day está marcada para ocorrer daqui a nove dias, em 14 de março. Por 200 dólares os participantes têm direito a quatro garrafas dela, degustar mais de duzentos tipos de cervejas (muitas raridades) de aproximadamente 70 cervejarias artesanais, além de outros benefícios, como direito a comidas e souvenires. 



Para saber quais foram as minhas escolhidas nas demais categorias das melhores cervejas de 2014, basta acessar as postagens abaixo. E que venham mais boas novas cervejas a degustar em 2015! Saúde!


terça-feira, 3 de março de 2015

SIDRA, SAQUÊ E MADEIRA – Novidades da Way Beer para o Festival Brasileiro da Cerveja 2015

Divulgação:

Way Beer vai lançar três novos rótulos no Festival Brasileiro da Cerveja 2015
Eleita a melhor cervejaria do Brasil de 2014 pelo site Rate Beer, a empresa paranaense será um dos destaques do principal festival de cervejas artesanais do Brasil

Entre os dias 11 e 14 de março, a Way Beer, considerada a melhor cervejaria do Brasil de 2014 segundo o site americano Rate Beer (www.ratebeer.com), será um dos grandes destaques do Festival Brasileiro da Cerveja, que vai acontecer na cidade de Blumenau (SC). Além de oferecer seus rótulos tradicionais, a cervejaria paranaense vai promover a estreia de três novas cervejas, que estarão disponíveis em chopp: Cider IPA, SaqueIPA e Wood Blended Beer.

A Cider IPA, é uma IPA que leva 45% de maçã e 55% de malte, apresentando 60 IBU e um teor alcoólico de 6,7%. A Saque IPA é mais uma cerveja que traz toda a criatividade da Way Beer. Ela é produzida com 45% de arroz, levedura de saquê e Single Hop de Sorachi Ace, resultando em uma bebida exclusiva com 60 IBU e teor alcoólico de 6,5%.



Já a Wood Blended Beer, uma das grandes surpresas da cervejaria paranaense, traz um blend de cervejas que estão maturando em um barril. Com as proporções adequadas de cada cerveja utilizada, cria-se novas composições de sabores e aromas. A composição e o resultado final da Wood Blended Beer só serão conhecidos durante o festival.

A sétima edição do Festival Brasileiro da Cerveja será realizada entre os dias 11 e 14 de março, nos setores 1 e 2 da Vila Germânica (Rua Alberto Stein, 199 – Blumenau). Mais informações nos sites www.festivaldacerveja.com e www.waybeer.com.br/home.